Resenha: Lavoura Arcaica (Raduan Nassar)

capa

Opa galera, hoje a resenha é carregada de fortes emoções e só de antemão já aviso que o processo de leitura pra mim foi lento e ainda enfatizo que não está sendo fácil fazer uma resenha de peso como essa. Essa leitura fez parte dos 12 livros para 2017 (mês de outubro). O livro é o Lavoura Arcaica do escritor Raduan Nassar, publicado em meados de 1975.

Só pra ter uma noção básica de como surgiu essa obra vou fazer um breve resumo sobre esse processo. Seu irmão Raja foi o primeiro leitor do romance e viu que o material era bom, ele que era formado em filosofia e direito xerocou os manuscritos do irmão, repassou para alguns amigos do próprio Raduan e um deles o mais próximo Dante Moreira Leite fez o grande favor para o mundo de enviar uma cópia dos originais para a Editora José Olympio.

O livro emplacou e automaticamente acabou se tornando um clássico da literatura da língua portuguesa e no ano seguinte ganhou o Prêmio Coelho Neto para romance, da Academia Brasileira de Letras e o Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro como autor revelação, o que só acrescentou ao Raduan Nassar o posto de um dos maiores prosadores contemporâneos de nosso idioma. Apesar do grande sucesso do Lavoura Arcaica Raduan não foi um autor com um número considerável de obras dentro do meio literário. Porém não diminuiu a sua importância junto aos grandes críticos e apreciadores de bons trabalhos.

Meu estranhamento com a obra e acho que para uma grande maioria é quanto ao uso (neste caso ao não uso) de parágrafos e pontuações. Os pontos finais existentes são apenas quando acabam os capítulos. Diante desse impacto observamos algumas pinceladas de apresentações dos personagens e o primeiro que nos é apresentado e o André que é o personagem narrador e protagonista da trama. Nota-se que ele é um jovem que não se sabe idade, sabemos apenas que ele busca sair daquilo que ele considera um sistema familiar opressor tentando compreender seu verdadeiro papel no mundo.

E é dentro desse modelo que se constitui a trama, com base nos costumes familiares da época onde é mostrada a fuga de um adolescente, criado a partir de um regime rígido, rural e que têm um pai também rígido típico chefe de família. Essa fuga nada mais é que uma forma de escapar do sentimento incestuoso que André sente por sua irmã. Pedro é o irmão mais velho da família e responsável pelo retorno desse adolescente (André) fazendo uma analogia ao filho pródigo da parábola cristã.

Ana sua outra irmã, é o pivô dessa inquietação e paixão incestuosa que André nutre. Uma das filhas do dito a “banda podre” da família (a qual pertence André e Lula, o filho caçula, que também pensa em fugir da família por motivos similares aos de André). Seguindo com os outros irmãos, Zuleika, Huda e Rosa e claro a mãe desses personagens que sofre com tudo isso.

Iohána como sendo o patriarca da família dessa “Lavoura Arcaica” e que a palavra arcaica aqui serve como trocadilho para esse pai provedor, que controla a família com mãos de aço seguindo os velhos costumes de que a família tem que ser guiada e comandada pelo pai e sendo a ele submissos. Diante de vários conflitos e questionamentos temos o retorno desse filho ao lar o pai lhe prepara uma festa e nessa mesma festa esse mesmo pai observa a forma insinuante que Ana dança para o irmão.

Podemos dizer que a vida desse pai não foi fácil e em determinado momento acontece um desfecho não tão legal após descobrir do amor que André sentia pela sua irmã Ana. Sabemos mais acerca de Lula, o filho caçula da família. De relação próxima com André e que também deseja fugir da fazenda da família e experimentar o mundo por conta própria “longe da vida parada desta fazenda imunda”.

raduan

Raduan Nassar

 

O livro é curto, impactante e objetivo ao que lhe foi proposto e claro, está longe de ser um livro simples. 

Curiosidades:

Raduan Nassar (Pindorama27 de novembro de 1935) é um escritor brasileiro galardoado com o Prémio Camões em 2016. Na adolescência foi para São Paulo com a família onde cursou direito e filosofia na Universidade de São Paulo (USP). Estreou na literatura no ano de 1975, com o romance Lavoura Arcaica. Em 1978 foi publicada a novela Um Copo de Cólera, que fora escrita em 1970. Em 1997 foi publicada a obra Menina a caminho, reunindo seus contos dos anos 1960 e 1970.

Lavoura_Arcaica_Poster

Lavoura Arcaica tornou-se filme em 2001, do gênero drama, dirigido, escrito e montado por Luiz Fernando Carvalho. O roteiro é baseado no romance homônimo de Raduan Nassar, publicado em 1975. Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Obrigado por mais uma leitura!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s