Resenha: Cidades Invisíveis (Ítalo Calvino)

capa

Oi galera, o livro que apresento hoje é de Ítalo Calvino, As Cidades Invisíveis, livro este que apresenta descrições das cidades que o viajante Marco Polo visitou a mando do imperador Kublai Khan.

A história acontece durante o século 13, quando o descobridor veneziano Marco Polo chega ao império de Kublai Khan após uma viagem de aproximados 30 dias. Naquelas terras, o protagonista do livro passa 17 anos, onde desempenha funções de diplomata na corte de Khan. Khan tentava montar, entender e questionar cada cidade baseado apenas nos relatos que Marco trazia sobre cada uma delas. Marco descrevia cidades imaginárias, que sempre eram relacionadas com nomes de mulheres como: Leônia, Cecília, Pentesileia. Cada uma tinha suas peculiaridades, que em sua maioria, traziam através de Marco relatos curtos e divididos entre os tópicos: as cidades delgadas, as cidades e a memória, as cidades e as trocas, as cidades e o céu e as cidades e os mortos.

otaviaAs Cidades Invisíveis foi publicado em 1972, quando o autor tinha 49 anos de idade. Na época, o Realismo Mágico, que foi uma forte influência de Calvino, estava em alta na América Latina. Apesar de ter sido incumbido de tal tarefa Marco era por diversas vezes questionado em seus relatos e esses diálogos mostram como era a relação entre o imperador dos tártaros (Kublai Khan) e Marco Polo, conhecido por ser o maior viajante de todos os tempos. Ao mesmo tempo em que Khan sentia-se detentor de todas aquelas cidades ele se contentava em conhecê-las apenas pelos os olhos e relatos de Marco Polo, sendo assim suficiente.

sss

Ao todo Marco Polo faz descrição das 55 cidades pelas quais teria passado. Essas terras são apresentadas e divididas em 11 temas: “as cidades e a memória”, “as cidades e o céu”, “as cidades e o mortos”, entre outros.

 

Nota sobre o escritor

Ítalo Calvino nasceu em Santiago de Las Vegas (Cuba) no dia 15 de outubro do ano de 1923, tendo falecido em Siena no dia 19 de setembro de 1985. Calvino foi considerado um dos mais influentes autores da Itália no século XX. Apesar de ter nascido em Cuba, sua família retornou à Itália pouco tempo depois de Ítalo ter nascido. O escritor formou-se no curso de Letras e fez parte da resistência antifascismo na época da Segunda Guerra Mundial. Além disso, fez parte do Partido Comunista da Itália até o ano de 1956. Um ano depois, desvincula-se do partido, deixando uma carta que ficou famosa.

italo

Resenha sofrida e sem spoilers acreditem ou não… Obrigado por mais uma leitura!!

Anúncios

Um pensamento sobre “Resenha: Cidades Invisíveis (Ítalo Calvino)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s