Resenha: O Tempo e o Vento; O Retrato Vol. 1

capa

Após os grandes acontecimentos ocorridos na primeira etapa da trilogia O Tempo e o vento, esta segunda parte retoma algumas outras pendências vividas entre os Terra Cambará, o povo de Santa Fé e alguns fatos ocorridos no Brasil. Nesta continuação temos o já conhecido Rodrigo Terra Cambará, bisneto do heróico capitão Rodrigo.

Rodrigo chega a Santa Fé em 20 de Novembro de 1909, formado pela Faculdade de Medicina de Porto Alegre e já em 1910 começa a exercer a profissão. Ele se compra a velha farmácia que havia na cidade e abre também seu consultório para poder atender a pequena população. A pequena cidade ainda permanece através dos olhos do jovem Rodrigo ainda muito atrasada. Meses após o baile de fim de ano do Clube Comercial, evento tradicional de Santa Fé, Rodrigo oficializa seu noivado com Flora Quadros ao mesmo tempo em que os moradores da cidade estão aflitos a espera do cometa Halley.

Em uma das passagens do livro, quando Rodrigo voltava do baile de réveillon com seu motorista (o Bento), eles presenciaram um cidadão levando uma surra por ter gritado: – Viva o doutor Rui Barbosa, futuro presidente da República! Um soldado indignado com a atitude do cidadão retirou sua espada e golpeou o ombro do individuo. Rodrigo não perdeu tempo, saltou de seu carro e pulou em cima do soldado. Os dois tombaram e Rodrigo conseguiu retirar a espada da mão do mesmo. Num descuido outro soldado que se aproximava tomou a atenção de Rodrigo dando a oportunidade do que já estava caído retirar a arma do coldre e tentar atirar contra ele, porém antes de disparar Bento seu motorista o ajudou arrancando a arma com uma espadada na mão do soldado.

Esta foi à primeira das muitas atitudes de homem defensor que Rodrigo viria a ser. Seu caminho como homem de família, partidário e iniciador de grandes obras estava apenas começando. Em uma visita do senador Pinheiro Machado a Cidade de Santa Fé e sua breve passagem pelo sobrado, rendeu uma pequena conversa sobre assuntos políticos com Licurgo Cambará para discutirem sobre o futuro de Rodrigo na política.

Em contrapartida a esta vida atribulada, Toríbio (ou Bio) seu único irmão é o inverso dele. Bio nunca saiu de Santa Fé e a vida dele é passar meses no angico (pequena propriedade rural da família), cuidando dos negócios do pai e levando uma vida natural sem afetações das grandes cidades. Bio, além de bom espectador da vida costuma ser o conselheiro de Rodrigo.

O pai deles, Licurgo como fazia todos os anos após as festas de fim de ano decide fechar o Sobrado e partir para o angico. Rodrigo mesmo relutante ao pedido do pai parte também para o angico. Lá ele se envolve com uma moça que no livro aparece com adjetivo de chinoca, mas decide não procurar mais a moça.

Quando finalmente voltam para a cidade Rodrigo, sua tia Maria Valéria e a empregada Laurinda, ele mergulha de cabeça nas questões politicas de Santa Fé. Rodrigo percebe que tudo seu que havia em Porto Alegre havia chegado, tudo que ele achava de moderno e que poderia tornar sua vida mais alegre naquela cidade e em sua casa. Seus vinhos, seu Gramofone, suas roupas, seus discos e muitas novidades da cidade moderna.

Ele cria um jornal chamado A Farpa, onde é responsável pela edição do jornal e expõe todos os assuntos que não lhe agradam, e começa a duelar com o outro jornal A Voz da Serra. Os dois jornais criam uma tensão na cidade e passam a publicar não mais sobre política e assuntos comuns entre os cidadãos de santa Fé e sim difamações que leva ambos a um duelo que tem tudo para acabar em uma grande explosão.

Memorial Erico Verissimo - Fotos do Érico Veríssimo FOTO: Leonid Streliaev

 

Obrigado por visitar o Blog… Ainda teremos grandes capítulos desta incrível saga. Eu estou viciado na Obra do Veríssimo e espero que você que esteja lendo a resenha neste exato momento, também esteja acompanhando as leituras… Até a próxima pessoal!!!

Próxima resenha do Projeto: O Tempo e o Vento; O Retrato Vol. 2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s