Resenha: Arvore e Folha (J.R.R. Tolkien)

aefEm meu segundo livro de J. R.R. Tolkien percebi o quanto o universo paralelo ao nosso é essencial para a construção de tantas obras desse renomado autor. Em Árvore e Folha ele nos deixa viajarpor   idealizado em suas obras e nos mostra a plenitude que elas são elaboradas. Dentro deste pequeno livro vamos encontrar um ensaio sobre contos de fadas e a engrenagem responsável que move este mundo. E em outro momento podemos nos deleitar com o conto, Folha, de Migalha.

Tolkien vem nos apresentar que os Contos de Fadas fogem de todas as perspectivas já mostradas a nós e desconstrói todo o conceito a que nos foi dito. Ele ainda discute a natureza desses contos de fadas, da fantasia e resgata o gênero que alguns pretenderam relegar à literatura infantil. Tolkien faz um traçado bem estruturado sobre o assunto jogando alguns autores para poder fundamentar o que foi dito. Após esta abordagem ele nos brinda como o conto Folha, de Migalha, onde o personagem Migalha que é um artista, “precisa fazer uma longa viagem”. O autor discorre sobre vários aspectos que os contos de fadas podem apresentar, passando desde as origens, valores e funções dos contos, e de que forma a fantasia é recebida por nós.

Quem já pode contemplar algumas obras de J.R.R. Tolkien ou ainda não pode ler nada do autor fica a dica deste livro que é simplesmente fundamental para iniciar e compreender os tipos de elementos que o autor utiliza na construção de suas obras.

Obrigado pela leitura,

Até breve!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s